Aviso

Página Inicial

A formação em contexto foi uma aposta do departamento de 1.º ciclo, do agrupamento de escolas Poeta Joaquim Serra, no âmbito do projeto Alicerces. Na área da matemática, demos por terminado o Curso de formação “Números Racionais no 1.º Ciclo”. Durante nove sessões presenciais, pós-laborais, um grupo de vinte e uma formandas, juntaram-se na escola sede do agrupamento para partilharem práticas, analisarem e debaterem as orientações curriculares referentes a este tema, que se entende exigente, no Programa de Matemática de 2013, e se debruçarem sobre tarefas matemáticas interessantes para proporcionar aprendizagens significativas nos nossos alunos do 1.º ciclo.

Fica a partilha de algumas reflexões das formandas, expressas no trabalho final apresentado:

“Frequentar a ação de formação Números Racionais no 1.º Ciclo foi uma oportunidade que contribuiu para o nosso desenvolvimento, quer pessoal, quer profissional. As atividades propostas no âmbito da formação permitiram-nos enriquecer o nosso leque de competências, no que concerne a Matemática, em concreto no domínio dos números racionais, e na exploração de atividades que podemos e devemos desenvolver com os nossos alunos. Foram momentos de intensiva partilha, e ao partilhar, aprendemos e melhoramos as nossas práticas.

Destacamos a análise das Metas Curriculares e do Programa de Matemática, ao nível dos conceitos e do grau de complexidade das tarefas a desenvolver para os 3.º e 4.º anos de escolaridade, que para além de introduzirem novas definições terminológicas, inserem também alterações ao nível dos conteúdos a trabalhar em sala de aula. Foi extremamente importante e proveitoso poder contar com as formadoras para esclarecerem diversas dúvidas e relembrarem alguns termos já esquecidos. Aproveitamos para salientar o seu papel ativo, que ao longo das sessões conseguiram fomentar um ambiente de comunicação e interajuda, imprescindível para que no final de um dia intensivo de trabalho, encarássemos com vontade as propostas de atividade que nos foram apresentadas.

Ao longo destas semanas, participámos com empenho e interesse na construção das propostas de trabalho realizadas em grupo, que foram postas em prática em três turmas, das quais somos professoras titulares.” Helena Baptista, Joana Burguete e Vera Polme (2014)

“Relativamente à formação, gostaríamos de salientar o quanto a mesma se revelou importante para nós, uma vez que nos permitiu compreender muitos dos conceitos envolvidos nesta unidade curricular, fator determinante para uma melhor abordagem da mesma para com os nossos alunos. Permitiu, ainda, explorar as dificuldades apresentadas pelos alunos, através da aplicação de material construído/trabalhado durante a formação, e encontrar abordagens alternativas ou mais apropriadas aos alunos.” Aurora Sousa e Teresa Mousinho (2014)

A formação tinha “como objetivo a atualização e aprofundamento dos conhecimentos científicos e metodológicos dos formandos, no que respeita ao ensino da Matemática no 1º ciclo do Ensino Básico e o consequente enriquecimento/ partilha de práticas pedagógicas, com vista ao sucesso do ensino e aprendizagem da Matemática.

O que nos levou a inscrever nesta formação foi precisamente a pertinência dos objetivos da mesma e o facto de nos sentirmos um pouco “desatualizadas” e inseguras em relação ao novo currículo e às metas curriculares da Matemática no 1º ciclo do ensino básico.” Carmen Mileu e Cláudia Franco (2014)

A avaliação do curso de formação teve por base a elaboração de um ensaio, relativo ao ensino e aprendizagem dos números racionais não negativos num dos quatro primeiros anos do ensino básico. O ensaio centrava-se, prioritariamente, num objetivo matemático referido num dos documentos curriculares relativos a este subtema. Os trabalhos apresentados, refletem boas práticas de sala de aula, no âmbito de atividades matemáticas significativas, criadas no contexto da formação ou pelas formandas com base nas partilhas realizadas nas sessões de formação. Alguns exemplos desses trabalhos foram igualmente publicados neste sítio.



As Formadoras,


Marta Procópio
(docente do 1.º Ciclo do Agrupamento de Escolas Poeta Joaquim Serra)


Sandra Lino Raposo
(docente do 3.º Ciclo do Agrupamento de Escolas Poeta Joaquim Serra)

 

Aqui fica o exemplo de um ensaio realizado para a formação assim como alguns materiais que foram aplicados com os alunos e que foram alvo de reflexão, durante a mesma.

 

Ensaio

Jogo com frações

Artigo sobre o desenvolvimento do Projeto Alicerces no Agrupamento de Escolas Poeta Joaquim Serra e apresentado em Avis, no âmbito de um Encontro direcionado para a partilha de práticas pedagógicas do ensino do 1.º Ciclo do Ensino Básico e das disciplinas de Português e Matemática, com o tema: a diferenciação em discussão.

"Passados dois anos de existência, o Agrupamento de Escolas Poeta Joaquim Serra, em Montijo, tentava alicerçar práticas, na heterogeneidade de nove escolas de 1.º ciclo. As horas de apoio educativo eram poucas para tantos alunos neste universo. Muitas escolas de 1.º ciclo têm somente uma turma de cada ano de escolaridade, pelo que se tentou desde logo aferir quais os alunos com dificuldades semelhantes, independentemente do ano de matrícula, de modo a tornar os momentos de apoio educativo em ninhos de aprendizagem (os ninhos da Fénix). Assim começámos a dar os primeiros passos. Muitas vezes falávamos em criar grupos homogéneos, mas em escolas pequenas, como fazê-lo? Pelo menos nas escolas maiores podemos tentar, mas com que enquadramento legal? No final desse ano letivo (2011/2012), com a introdução do Decreto-Lei 139/2012, de 5 de julho, percebemos que tínhamos autonomia para implementar o eixo dois do projeto Fénix, sem deixar cair os apoios educativos em ninhos de aprendizagem. Coordenadoras de departamento e de ano, desde logo acessíveis à estruturação do projeto, passaram a mensagem à direção; e um pequeno grupo de docentes elaborou o projeto, aprovado mais tarde em conselho pedagógico.

Assim, 2012/2013 foi o ano de arranque de um projeto de melhoria do sucesso escolar no 1.º ciclo, neste agrupamento de escolas, o qual designámos por Alicerces, face ao ciclo intervencionado. Eixo um e eixo dois do projeto Fénix a funcionar em simultâneo, nos 2.º, 3.º e 4.º anos de escolaridade, nas nove escolas de 1.º ciclo do agrupamento. Para a implementação do eixo dois (grupos homogéneos), foram definidos dois tempos semanais (um para português e outro para matemática), na mancha horária semanal, comum a todas as turmas de 1.º ciclo.

A formação de professores acreditada foi também definida desde logo como ponto-chave do projeto Alicerces. Em parceria com o centro de formação da área, docentes do agrupamento (do 1.º e 3.º ciclos de português e matemática) disponibilizaram as suas horas de componente não letiva para a formação dos professores de 1.º ciclo do agrupamento, nos domínios em que se detetaram maiores lacunas, através dos resultados da avaliação externa.

Da avaliação do 1.º ano do projeto Alicerces, depreendeu-se menor discrepância entre a avaliação externa e a média nacional, bem como entre a avaliação interna e a externa dos alunos do agrupamento. Porém, o 2.º ano de escolaridade continuava a ser um problema para o sucesso escolar deste ciclo de ensino, pelo que o projeto, no segundo ano de existência, foi reformulado no sentido se intervencionar igualmente no 1.º ano de escolaridade. Foram traçados dois objetivos para o biénio 2013/2015: aumentar em 2,5% o sucesso escolar no 2.º ano de escolaridade e aproximar o sucesso externo ao sucesso interno no final de ciclo. Assim, além de se apostar nas horas em ninho para os alunos dos 2.º e 4.º anos e conseguindo também contemplar o 3.º ano com alguns tempos de apoio, a partir do início do 2.º período letivo, após uma avaliação da fluência de leitura dos alunos do 1.º ano, canalizaram-se horas de apoio em ninho para os alunos de 1.º ano que não já não estavam a acompanhar o grupo turma, no domínio da leitura. Este ano de escolaridade também passou a ter momentos de grupos homogéneos, permitindo desde logo trabalhar a excelência e “puxar” por aqueles que revelam um ritmo mais lento de aprendizagem, muitas vezes por motivos de (i)maturidade.

Toda esta máquina de sucesso trabalha a todo o vapor, revelando algum cansaço, mas transparecendo muito alento, sendo o mérito reconhecido pelas estruturas superiores (direção), intermédias (coordenação) e municipais (autarquia).

Considero-me por isso uma professora muito rica, por trabalhar numa estrutura organizacional de excelência, com colegas que abraçaram um projeto ambicioso e exigente, desde o primeiro momento. Esta é uma experiência que coloca todo um conjunto de escolas de 1.º ciclo a funcionar como uma estrutura organizada, trabalhando para o sucesso escolar dos nossos alunos, implementando os dois eixos definidos pelo projeto Fénix, nos quatro anos de escolaridade deste ciclo de ensino. Assim, se trabalha para o sucesso na base do ensino básico."

 

Docente Marta Procópio

 

Para mais informações sobre o Projeto Fénix, consulte os seguintes links:

http://www.facebook.com/FenixMaisSucesso

http://voxnostra.blogspot.com/

O Agrupamento de Escolas Poeta Joaquim Serra, através do Departamento do 1.º Ciclo, do Grupo Disciplinar de Línguas do 2.º Ciclo e das Coordenadoras das Bibliotecas Escolares, vai organizar a 1.ª edição do “Concurso de Leitura – 1.º e 2.º Ciclos - do AEPJS”.

As datas de realização serão no dia 19 de março de 2014 (1.º Ciclo) e 26 de março de 2014 (2.º Ciclo).

Consulte aqui todos os documentos relativos ao Concurso:

Divulgação do Concurso

Enquadramento do Concurso

Regulamento

Ficha de Inscrição

Obra "Pirata das Ilhas da Bruma" que pode também ser consultado através do site:

http://e-livros.clube-de-leituras.pt/elivro.php?id=opiratadasilhasdabruma

Aqui ficam as planificações de todos os anos de escolaridade e os critérios gerais de avaliação.

 

1.ª Ano

2.º Ano

3.º Ano

4.º Ano

Critérios Gerais de Elaboração das Fichas de Avaliação Trimestrais

Alguns professores do Agrupamento de Escolas Poeta Joaquim Serra estiveram presentes no "Seminário Fénix Mais Sucesso Escolar", que decorreu em Lisboa, no passado dia 11 de setembro de 2013.

Foi um dia de partilha de experiências onde pudemos perceber o caminho que foi feito no ano letivo anterior e os desafios que ainda temos pela frente, quer na formação de professores quer no trabalho a realizar com os nossos alunos.

Esperamos continuar a trabalhar da mesma forma, conseguindo que o nosso Projeto Alicerces chegue a mais escolas, a mais professores e a mais alunos.

Acreditamos que este é o caminho e que só assim poderemos contribuir para o sucesso educativo dos nossos alunos.

Para saber mais, poderão consultar a página do Projeto, no facebook, clicando aqui.

 




Powered by Joomla!®. Designed by: joomla 1.6 templates web hosting Valid XHTML and CSS.